Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Spa Alpha Templo de Beleza e Espiritualidade

O “modelo” de beleza é vastamente dinfundido pela mídia que costuma ditar “padrões”. Não podemos ignorar a força dos veículos de comunicação na influência do comportamento, porém, é preciso estar atento para que essa procura pela “estética perfeita” – se é que ela existe – não cause mais problemas do que resultados que melhorem a auto-estima e a qualidade de vida.

E por falar na tão desejada “qualidade de vida”, precisamos ter ciência de que ela envolve um processo integrado que pode ser complexo e simples ao mesmo tempo, depende de como cada pessoa direciona seu caminho, afinal, equilíbrio e desequilíbrio são estradas próximas. Certamente, no cotidiano intenso de muitas pessoas, encontrar a harmonia nas diferentes atividades que elas desenvolvem não é tarefa fácil.

Conciliar trabalho, estudo, família e cuidados com a saúde, lazer, beleza e descanso é essencial para evitar estresse e outros danos oriundos dessa que muitos chamam de doença da sociedade “moderna ou contemporânea”. Não há receitas milagrosas para ter uma vida equilibrada, há uma série de dicas que podem ser aplicadas como os exercícios físicos, no entanto, como cada ser humano é único, cada um tem que encontrar as melhores alternativas de acordo com suas possibilidades.

No campo da beleza, sentir-se bem é um grande prazer que emana energia, motivação, alegria e outras boas vibrações que são refletidas em todas as ações que realizamos. Assim como no universo, tudo está interligado em nosso corpo, por essa razão, o conceito de beleza harmônica que respeita a diversidade e valoriza a integração da tríade corpo, mente e espírito, é importante e traz vários benefícios para o equilíbrio vital.

A natureza nos abençoa com uma gama de produtos, muitos utilizados há milênios. Ela é uma fonte de beleza natural que reúne todos os elementos - água, terra, ar e fogo - numa conjunção ímpar. Há uma variedade de tratamentos de beleza no mercado. Na hora de escolher, procure optar por tratamentos naturais aliando-os a busca do autoconhecimento e atividades saudáveis.

Consulte as atividades do Spa Alpha Templo de Beleza. Você irá encontrar opções de tratamentos holísticos que proporcionam saúde, beleza e bem-estar. Veja as opções e faça seu roteiro de beleza sintonizado com a energia positiva Alpha:

* Massagem Modeladora (Massoflaxia Corporal)
* Massagem Relaxante
* Massagem com pedras quentes e frias
* Massagem com conchas e pedras marinhas
* Drenagem Linfática Manual
* Crioterapia com Massagem
* Banho de Rainha (Clareamento Pêlos)
* Cromo Stone Massage (Relaxante Facial)
* Cromo Stone Massage Drenante (Corporal)
* Cromo Stone Massage Redutora (Corporal)
* Cromo Stone Massage Revitalizante (Corporal)
* Cromo Stone Massage Relaxante (Corporal)
* Spa dos pés: Higienização, esfoliação, tonificação, nutrição, hidratação e assepsia com massagem de reflexologia e uso de argila verde.
* Spa das mãos: Higienização, esfoliação, tonificação, nutrição, hidratação com luva térmica finalizando com massagem.
* Tratamento Rejuvenecedor Facial
* Tratamento Facial com Nebulização de Oxigênio
Consulte também a variedade de atividades realizadas pela equipe Alpha. Informe-se, conheça e pratique os benefícios do conceito holístico em sua vida com arte, cultura e espiritualidade.

Informações:
Fones: (11) 3682-5614 ou 3699-7284
http://www.esppacoalpha.com.br/
publicado por Escola das Deusas às 03:04

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Spa Alpha Templo de Beleza e Espiritualidade

O “modelo” de beleza é vastamente dinfundido pela mídia que costuma ditar “padrões”. Não podemos ignorar a força dos veículos de comunicação na influência do comportamento, porém, é preciso estar atento para que essa procura pela “estética perfeita” – se é que ela existe – não cause mais problemas do que resultados que melhorem a auto-estima e a qualidade de vida.

E por falar na tão desejada “qualidade de vida”, precisamos ter ciência de que ela envolve um processo integrado que pode ser complexo e simples ao mesmo tempo, depende de como cada pessoa direciona seu caminho, afinal, equilíbrio e desequilíbrio são estradas próximas. Certamente, no cotidiano intenso de muitas pessoas, encontrar a harmonia nas diferentes atividades que elas desenvolvem não é tarefa fácil.

Conciliar trabalho, estudo, família e cuidados com a saúde, lazer, beleza e descanso é essencial para evitar estresse e outros danos oriundos dessa que muitos chamam de doença da sociedade “moderna ou contemporânea”. Não há receitas milagrosas para ter uma vida equilibrada, há uma série de dicas que podem ser aplicadas como os exercícios físicos, no entanto, como cada ser humano é único, cada um tem que encontrar as melhores alternativas de acordo com suas possibilidades.

No campo da beleza, sentir-se bem é um grande prazer que emana energia, motivação, alegria e outras boas vibrações que são refletidas em todas as ações que realizamos. Assim como no universo, tudo está interligado em nosso corpo, por essa razão, o conceito de beleza harmônica que respeita a diversidade e valoriza a integração da tríade corpo, mente e espírito, é importante e traz vários benefícios para o equilíbrio vital.

A natureza nos abençoa com uma gama de produtos, muitos utilizados há milênios. Ela é uma fonte de beleza natural que reúne todos os elementos - água, terra, ar e fogo - numa conjunção ímpar. Há uma variedade de tratamentos de beleza no mercado. Na hora de escolher, procure optar por tratamentos naturais aliando-os a busca do autoconhecimento e atividades saudáveis.

Consulte as atividades do Spa Alpha Templo de Beleza. Você irá encontrar opções de tratamentos holísticos que proporcionam saúde, beleza e bem-estar. Veja as opções e faça seu roteiro de beleza sintonizado com a energia positiva Alpha:

* Massagem Modeladora (Massoflaxia Corporal)
* Massagem Relaxante
* Massagem com pedras quentes e frias
* Massagem com conchas e pedras marinhas
* Drenagem Linfática Manual
* Crioterapia com Massagem
* Banho de Rainha (Clareamento Pêlos)
* Cromo Stone Massage (Relaxante Facial)
* Cromo Stone Massage Drenante (Corporal)
* Cromo Stone Massage Redutora (Corporal)
* Cromo Stone Massage Revitalizante (Corporal)
* Cromo Stone Massage Relaxante (Corporal)
* Spa dos pés: Higienização, esfoliação, tonificação, nutrição, hidratação e assepsia com massagem de reflexologia e uso de argila verde.
* Spa das mãos: Higienização, esfoliação, tonificação, nutrição, hidratação com luva térmica finalizando com massagem.
* Tratamento Rejuvenecedor Facial
* Tratamento Facial com Nebulização de Oxigênio
Consulte também a variedade de atividades realizadas pela equipe Alpha. Informe-se, conheça e pratique os benefícios do conceito holístico em sua vida com arte, cultura e espiritualidade.

Informações:
Fones: (11) 3682-5614 ou 3699-7284
http://www.esppacoalpha.com.br/
publicado por Escola das Deusas às 03:04

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

Luas e Deusas

Nova, Crescente, Minguante, Cheia...encantadoras Luas que a cada ciclo influencia o movimento das águas e emoções.

Suas fases cheias de simbolismo estão presente na vida de cada um de nós revelando o “eu feminino” e o perene curso das diferentes e fascinantes faces lunares.

Luas Deusas que silenciam, expressam, se renovam, desenvolvem, amadurecem e estão sempre prontas para agir com seu poder de transformação potencializado com a bênção dessa mágica sucessão lunar.

A Lua confere ao espaço celeste graça, beleza e muitas riquezas. A Lua tem seu significado reverenciado e vivenciado em distintas culturas. Na mitologia grega, os mitos da criação apresentam as Deusas Luas de modo especial.

Confira a seguir trechos de poemas que fazem parte da apresentação poética Mitos da Criação do Grupo Encontro das Águas que já fizeram parte de uma das edições da Escola das Deusas e cuja divulgação da atividade realizada em 2006 teve apoio cultural do Espaço Alpha:

Deusa HÉCATE - Lua Nova – MISTÉRIOS DOS CICLOS DA VIDA
“Tomo nos olhos delicadamente esta noite
Jardim de puro tempo .....Com ramos de silêncio unindo os mundos.
Tudo quanto quisesse aqui se encontra:
Nos arroios de estrelas – pelos bosques onde há risos (e próximos soluços?).
Sinto perfume e orvalho
Imagens tênues que inventa a solidão,
para fazer-se ...de repente ...saudade.”


Deusa ÁRTEMIS - Lua Crescente – A JOVEM E VAIDOSA CAÇADORA
“Vem, Noite, antiqüíssima, idêntica
Noite Rainha nascida destronada ...Noite igual por dentro ao silêncio
Noite com as estrelas lantejoulas rápidas no teu vestido franjado de Infinito ...
Vem , vagamente ... Vem, levemente
Nossa Senhora das coisas impossíveis que procuramos em vão
dos sonhos que vêm ter conosco ao crepúsculo, à janela
Vem e embala-nos ...Vem e afaga-nos ....

Beija-nos silenciosamente na fronte
Tão levemente na fronte que não saibamos que nos beijam
senão por uma diferença na alma”


Deusa DÉMETER - Lua Cheia – PLENITUDE DA MULHER
“Há que dar o perfume que encerra nossas almas!
Há que ser todos cantos, todo luz e paixão.
Há que abrir-se de todo diante da noite negra.
Há que deitar o corpo dentro da alma inquieta!
Do barco lunar fazer-se passageiro, tecer encantamentos.
Há que semear e que provar o fruto, saciar a sede de aromas e risos,
Sentir os cheiros de anseios e medos, encher-se de cantos novos,
Que fartem de risos o silêncio.
Deixar que a alma dos ventos nos conduza em direção à alma das coisas.
E então, cascatas de luz virão derramar-se pelos campos quentes da terra.
Farão pulsar cada artéria no ritmo das ondas, das marés ...
Ela vem arrastar, subjugar a escuridão, despertar o sonho e adormecer o revelado. Plena, distante, presente, inconstante... Semeadora suprema dos ventres da terra.”


Deusa ATENA - Lua Minguante - SABEDORIA
“Deixem-me entrar .. Venho fria de paredes e cristais
Abram telhados e peitos onde eu possa me aquecer
Tenho frio... minhas cinzas de sonolentos metais buscam a crista do fogo
Nos montes, ruas e umbrais
Mas a neve me carrega nas suas costas de jaspe e a água tão dura e fria me afoga em lagos fatais
Mas esta noite terão rubro sangue as minhas faces ..nem sombra ... nem abrigo
eles não vão escapar ...que eu quero um peito para me aquecer ...um coração para mim, bem quente ...que se derrame pelos montes de meu peito.”

publicado por Escola das Deusas às 04:32

link do post | comentar | favorito

LINKS

ARQUIVOS

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

POST RECENTES

Edição Páscoa Escola das ...

Divinos aspectos da sombr...

Próxima edição Escola das...

Personal sex participará ...

DESPERTAR FEMININO - DIA ...

Especial Dia Internaciona...

Refinando a conexão das e...

EDIÇÃO JANEIRO 2011

Escola das Deusas dezembr...

...

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

FAVORITOS

SER FIEL A TI MESMA

LINKS

LINKS